segunda-feira, 30 de agosto de 2010

#4 LETTER TO YOUR SIBLING (OR CLOSEST RELATIVE)

Meu amor,
sei que não existes na realidade! E eu tenho a maior pena disso.
Os pais tinham imenso orgulho que existisses e eu tinha um orgulho ainda maior que fosses realidade e não um sonho.
Sempre fiz questão que todo o mundo soubesse que eras uma coisinha que eu desejo desde que tomei consciência de que amo as crianças e a sua beleza! E sou a primeira a dizer que não me importo que sejas adoptado, que sejas de outra raça. Aliás, era isso que eu queria!
No fundo é simples: eu queria um irmão! Sim, eu queria-te!
Poder falar contigo sobre as meninas, ver-te crescer, levar-te a passear, ir buscar-te à escola, ajudar-te com os trabalhos de casa, tornar-te mais bonito, vestir-te roupas lindas, levar-te às minhas aulas de dança, fazer-te rir, adormecer-te e sei lá mais quantas coisas! E adorava que fosses de outra raça, que fosses adoptado e que fosses meu!
Tenho a certeza que ias ser tão feliz cá em casa e nesta família. Os Pais são os melhores do mundo e iam dar-te tudo de bom! Como me deram e me dão a mim!
E eu ia ter muito orgulho em ti e em nós! Ias ser o meu amor, o meu amor verdadeiro e puro. E no momento em que te tivesse ias passar a ser a coisa mais preciosa que eu tenho na vida!
Mas queres saber a verdade? Não andas longe de nós! Eu consegui que os pais fossem falar com assistentes sociais e afins para poder ter um irmão lindo!
Quem sabe se não vens antes dos meus 18 anos e és a prenda que eu sempre quis!
No fundo eu sempre te quis, no fundo sempre foste o que mais queríamos cá em casa! E eu sei que a Mãe queria muito que fosses criado no ventre dela! Mas a sua saúde já não ajuda! E ela vai amar-te na mesma, como se fosses nosso de verdade. E o Pai vai ficar todo vaidoso por te poder levar aos jogos de futebol, por te ensinar a andar de cavalo como me ensinou a mim e vai fazer de ti um grande homem, como ele é!
No fundo, todos sabemos que serás o rapazinho mais feliz do mundo!
Com um beijinho da tua irmã que te adora mesmo sem te conhecer um sorriso *

13 comentários:

  1. Ao ler o teu texto fizeste-me dar mais valor ainda ao meu irmão. Tenho muito orgulho nele embora nem sempre o demonstre porque adoro meter-me com ele.
    É como se fosse um mini-eu porque acho que ele me vê como um exemplo a seguir e isso deixa-me mais que feliz embora também tenha uma responsabilidade enorme para nunca o desiludir.
    Espero bem que consigas o teu irmãozinho e sei que vais ser a melhor irmã do mundo para ele.
    P.s: Adoro a música! Shape of my heart

    ResponderEliminar
  2. uau adorei, não sabia que os teus pais estavam a pensar adoptar, parece-me muito muito bem mesmo! minha li <3

    ResponderEliminar
  3. obrigado.
    ter um irmão é a melhor coisa do mundo. acredita, vê-los crescer é um orgulho e responsabilidade enorme. boa sorte!

    ResponderEliminar
  4. Está lindo minha querida (:

    ResponderEliminar
  5. e isso é óptimo mesmo!

    ResponderEliminar
  6. pois é;
    gostei imenso do blog e vou seguir (:

    ResponderEliminar
  7. Que fofa *.* Amei querida :') Está mesmo LINDO!
    Beijinhos*
    Joana Inês (:

    ResponderEliminar
  8. que texto tão lindo, meu bem *

    ResponderEliminar
  9. acabei por voltar a por este template, o que eu tinha dava/me muitos problemas, espero que não te importes x.x
    não estou a conseguir activar os comentários, sabes o que se tem de mudar no código?
    {responde no dreadfully unique}

    ResponderEliminar
  10. Fiquei tão feliz com o teu texto! tenho a certeza que ele vai ser muito feliz!
    bjinho

    ResponderEliminar
  11. oh minha querida havias de ter ouvido o 'oh my god eu adoro-a!' que eu soltei quando li o teu comentário xD eu já estava tão frustrada que ia eliminar o blogue, por isso pode-se dizer que salvaste uma vida hoje xD

    ResponderEliminar
  12. Recebi o teu selo oficial :)
    Já sou tua seguidora *

    ResponderEliminar

Posso não concordar com nenhuma das palavras que tu disseres, mas defenderei até à morte o direito de tu as dizeres.
Voltaire