segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

é em ti que eu penso!



que mais posso eu fazer para além de tentar encontrar um sítio onde não estejas? que mais posso eu fazer?
diz-me! digam-me, a sério!
eu ainda tenho aquela pequena esperança de que não apareças para atormentar os meus dias e é quando mais penso que entendo que as coisas nunca vão ser diferentes.
maldita a hora em que te vi, em que te falei, em que vive contigo umas horas de loucura. maldita a hora em que me apaixonei por um corpo e não por um coração.
mas no fundo, todos os dias eu espero o teu regresso e vejo pela janela do meu quarto o carro da tua mãe a chegar, a deixar-te e ainda sinto no ar o leve cheiro do ter perfume que me preenchia as horas após a tua despedida! acreditas que ainda te espero? se não acreditas eu confirmo-te: espero-te. não sei porquê que assim é, mas espero-te! e sei que não o devia fazer porque não é a ti que eu quero nem sequer é por ti que o meu pequeno músculo bate.
acho que espero por ti porque ainda não terminei a minha história contigo. ainda espero porque enquanto estou com ele é em ti que eu penso.

10 comentários:

  1. Não esperes por quem não merece! Segue a tua vida, quanto mais pensares nele mais te vais magoar a ti própria e isso tu não mereces.. *

    ResponderEliminar
  2. Eu sei disso, mas magoa. :/ Obrigada pelo apoio querida. :)

    ResponderEliminar
  3. porque desliza, deixa de aparecer o blogue e aparece a página dos comentários :)
    adorei *

    ResponderEliminar
  4. sê forte pequenina. <3

    aconteceu!

    ResponderEliminar
  5. és mesmo de Espinho?

    :D

    ResponderEliminar
  6. as vezes nos temos tendencia a essa especie de "intuição". pensamos e acreditamos bem la no fundo,que algo ainda acontecerá porque no fundo,queremos mais qualquer coisa que preencha a historia,que nos faça ficarmos satisfeitas

    ResponderEliminar

Posso não concordar com nenhuma das palavras que tu disseres, mas defenderei até à morte o direito de tu as dizeres.
Voltaire