segunda-feira, 22 de março de 2010

o meu gigante chama-se gustavo!

é o ser mais pequeno que faz de nós grandes!
e é por tu seres assim que eu tenho em ti todos os meus medos e inseguranças, todas as minha certezas e sonhos, todos os meus valores e sentimentos, todos os meus lugares e segredos; é por isso que para mim és um gigante!
- queria dizer mais, mas já não sei ~

4 comentários:

  1. Esta "grandeza" não se mede. És grandes pelas tuas qualidades e pequena pelos teus defeitos e ainda maior por aquilo que aprendes, mudas e melhoras. O que faz de ti grande pode fazer a alguém pequeno e por aí adiante. Por isso, nem tu és pequena nem ele é grande - são diferentes. O que é bom... muito bom! Suponho que o Gustavo seja um bom amigo =)

    ResponderEliminar
  2. sim, tudo isso!
    mas apesar de haver todas estas diferenças e de nós mesmos sermos muito diferentes ele não deixa de ser um gigante. por tudo!
    e sim, o gustavo é um óptimo amigo :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Muito Obrigado pelas tuas palavras de carinho e apoio :) Sem duvida que são pessoas como tu que me dão mais entusiasmo a escrever e a frequentar todos dias este mundo que fascina todos amantes da escrita e das historias maravilhosas que por aqui passam. Espero que tudo entre ti e o gustavo continue a ser GIGANTE!

    ResponderEliminar
  4. eu acho que o edgar ficou com a ideia que temos um caso amoroso :p

    és-me Grande (a)

    ResponderEliminar

Posso não concordar com nenhuma das palavras que tu disseres, mas defenderei até à morte o direito de tu as dizeres.
Voltaire