quarta-feira, 8 de setembro de 2010

não queres vir ter comigo agora? estou sozinha!


Não queres vir cá a casa? Agora mesmo!
Estou sozinha neste espaço tão grande e queria que estivesses aqui comigo.
O teu jeito natural de me amar ia fazer bem à casa, ia-me fazer bem a mim! Não queres vir?
Eu prometo dar-te amor eterno! Amor, mimos, segredos, beijinhos na testa e festinhas no cabelo como tu gostas. Eu até prometo que te faço panquecas com chocolate, as tua favoritas.
Podemos fazer o que tu quiseres, podes ficar o tempo que for preciso. E se não for pedir muito, fica o tempo todo. O tempo que tiveres a mais e a menos. Mas fica no tempo que for nosso!
Queria mesmo que viesses! Preciso de sentir esse teu cheiro a tabaco, as tua mãos delicadas, os teus gestos sem medo. E eu até te deixava viajar pelo meu corpo, porque hoje tenho desejos disso, tenho desejo que o faças.
Não queres vir cá para casa? Liga-me e eu te direi que te espero!
P.s.- "Entre por essa porta agora e diga que me adora!"

10 comentários:

  1. AMEI, gostei tanto que vou imprmir e vou colar no meu caderninho de anotações se não te importares, sim eu tenho um caderno onde escrevo e colo frases ou textos que eu gosto!

    ResponderEliminar
  2. tens um blog tão lindo, meu deus

    ResponderEliminar
  3. obrigada minha linda, vou seguir-te também , sem dúvida e espero por mais visitas tuas*

    ResponderEliminar
  4. firstly, q blog LINDO. secondly, q musica deliciosa. finally, optimo p.s. espero q lhe tenhas aberto a porta
    *

    ResponderEliminar
  5. escreves como ninguém, sabes disso não sabes?
    gosto muito de ti, li!

    ResponderEliminar
  6. está tão encantador :)

    ResponderEliminar

Posso não concordar com nenhuma das palavras que tu disseres, mas defenderei até à morte o direito de tu as dizeres.
Voltaire