sábado, 13 de novembro de 2010

dói? mas é a verdade!


"Eu queria-o a ele, ele queria-me a mim e a outras; eu sofria, ele não ligava; eu chorava, ele ria; eu falava, ele não ouvia; ele mentia, eu acreditava; eu esperava, ele não voltava; eu queria uma relação séria, ele só queria divertir-se; eu demonstrava os meus sentimentos, ele brincava com os meus sentimentos; eu sorria para ele, ele ria de mim; eu acreditava em tudo que ele dizia, ele dizia o mesmo às outras; eu iludia-me, ele alimentava a ilusão; eu esperava por ele, ele já estava com outra. eu amava, ele gostava; eu fazia tudo por ele, ele dizia que não se contentava com tão pouco; eu achava que ia dar certo, ele tinha certeza que ia dar errado; eu queria-o para sempre, ele só por um momento; eu entregava-me, ele evitava; eu dizia: eu amo-te e ele apenas sorria; eu procurava um príncipe, ele procurava a próxima. eu queria "O", ele queria "UMAS". ele descobriu que eu era a ÚNICA, eu descobri que ele era só MAIS UM."

17 comentários:

  1. há tantas 'relações' relações assim * dói , dói mesmo.

    ResponderEliminar
  2. Amei o fim. Amei o fim! Nem sabes como me identifiquei agora com o teu texto :D

    ResponderEliminar
  3. Adorei este post.
    E dói, dói tanto!

    ResponderEliminar
  4. Muito obrigada lá love <3

    ResponderEliminar
  5. nao me lembro se comentei ._. desculpa. mas obrigada*

    ResponderEliminar

Posso não concordar com nenhuma das palavras que tu disseres, mas defenderei até à morte o direito de tu as dizeres.
Voltaire