quinta-feira, 31 de março de 2011

outra vez para ti!



voltei! vim cá porque te queria escrever outra vez. não são muitas as vezes que o faço, é esta a segunda.
tenho de dizer que tens razão. eu adoro gozar-te e ver que fiques super preocupado a pensar que algo de errado se passou. mas não, sou apenas eu a brincar contigo. penso, tal como tu, que serias incapaz de fazer algo que fosse mau e que me deixa-se sem meios para ter outra atitude que não a de te desculpar.
tens sido uma grande companhia e um apoio mesmo sem saberes, e até prefiro nem te explicar nada para que continues assim, indirectamente, a ser um ponto de fuga a algumas coisas menos boas. é quando és assim que eu sei que mesmo que tu aches que não, és forte e mesmo que por dentro já tudo tenha caído e esteja a precisar de ser construído de novo, tu estás aqui a dar luta e "mostrar" ao mundo que és grande.
e no fundo és! não és outra coisa. consegues ser um todo imperfeito, cheio de somas subtraídas e com algumas correcções. e depois no fundo não passas de um ser frágil que só precisa de dois minutos de atenção e horas de mimos.
és um autêntico príncipe numa história sem encanto onde eu trabalho como escudeira interna cheia de força para combater o que estiver errado. gosto da nossa equipa e da nossa luta. gosto pouco de ti e muito do que temos!
e para terminar, como tens de ir embora e eu não quero que vás sem isto, estou sempre aqui. a qualquer hora, a qualquer momento, em qualquer parte do mundo. contigo, num lugar chamado coração!

8 comentários:

  1. eu sei que tenho sido o teu apoio, obrigada (a)

    ResponderEliminar
  2. perfeito, lindo, maravilhoso *

    ResponderEliminar
  3. Esta lindo, lindo, lindo! *.*

    ResponderEliminar
  4. Está um amor este texto!
    Ai como adorei **

    ResponderEliminar

Posso não concordar com nenhuma das palavras que tu disseres, mas defenderei até à morte o direito de tu as dizeres.
Voltaire