sábado, 3 de setembro de 2011

Há dias assim!

 
Há dias em que por mais gente que tenha à minha volta, por mais gente que more nesta cidade, nesta rua, neste lugar eu sinto-me a mulher mais sozinha do Mundo!
E não é por mal e nem porque me quero sentir assim, longe disso, apenas não sinto nada, não vejo nem ouço nada. Não sei explicar o quanto é estranho este vazio tremendo, este amargo na boca, o nevoeiro no olhar, o arrepio na pele.
Por momentos acho que não sou nada, viro ninguém e se perguntarem por mim ou se me viram a resposta é simples: ninguém sabe de nada. E porquê?
Porque me perdi, não sei o caminho de volta e estou sozinha. É pena, mas há dias assim.

5 comentários:

  1. Não te devias sentir assim fofinha, nunca <3

    ResponderEliminar
  2. Identifico-me com este post... ;)

    ResponderEliminar
  3. Muita força para ti querida. Irás encontrar-te novamente, dá-te tempo.

    ResponderEliminar
  4. Acabamos por nos encontrar, não acabamos?

    ResponderEliminar

Posso não concordar com nenhuma das palavras que tu disseres, mas defenderei até à morte o direito de tu as dizeres.
Voltaire