quinta-feira, 16 de setembro de 2010

mais uma vez!


Dei por mim sentada nas escadas mais escondidas da minha escola a chorar por ti!
Chorei como se chorar fosse a única forma de ter contacto contigo, de saberes que até as minhas lágrimas sentem falta de algo que é tão teu e tão teu.
Chorei como uma criança que faz birras, como uma pessoa que perdeu o seu ente querido, como se fosse uma flor sem um jardim, como se fosse um animal que todos os dias é mal tratado e no seu silêncio sente todas as coisas do mundo e ninguém o consegue salvar! E nunca pensei que aquelas escadas fossem a minha maior companhia e que ouvissem o meu choro sem sequer terem a coragem de manifestar qualquer entendimento contra às minhas lágrimas. Apesar de escondidas, passaram todas as faixas etárias à minha volta e ninguém, podes acreditar, ninguém consegui perguntar o que se passava, se precisava de ajuda ou se estava bem. Eu realmente não o queria, mas iria-me ajudar sentir que alguém se preocupou comigo.
Sinto-me tão fraca por julgar que sou capaz de suportar as saudades que sinto de ti, por tentar acreditar que vou conseguir aguentar a tua má vontade e o teu jeito de ser, por me mentalizar vezes e vezes ao dia que tu vais voltar! Que vais entrar de novo na minha vida e que vais mudar tudo de novo, como fizeste antes, e que eu vou voltar a sentir que és o meu ponto de abrigo. Mas o tempo quer-me matar! Quer-me deixar sem forças para continuar a lutar. Mas eu não desisto, eu não vou embora, eu fico aqui, só aqui. Bem longe de ti, sem me veres, sem me sentires sem me falares. Mas eu fico, eu fico a olhar por ti e por tudo quanto é teu só porque gosto de ti como não gostei nunca de ninguém!
E por mais que procure, por mais que tente, por mais que corra o mundo e que me perca em todos os cantos nunca o cheiro de outro homem me vai deixar tão calma, tão doce e tão tua!
P.s.- mais uma vez estou a escrever para ti, mais uma das intermináveis vezes ~


7 comentários:

  1. Gostei tanto deste texto *.*

    ResponderEliminar
  2. Quem ama de verdade, tem sempre esperança!
    kiss *.*

    ResponderEliminar
  3. acabamos sempre por escrever a quem nos mete o coração apertado :$

    ResponderEliminar
  4. lindo lindo lindo, mas chorar não deve se tornar um habito :)

    ResponderEliminar
  5. Sei tão bem o que é isso.
    Força querida. E escreve e chora, que te liberta!

    ResponderEliminar
  6. as tuas palavras são lindas, já te disseram? eu sei que és forte, és uma das pessoas mais especiais que conheço, vais passar por cima e sair vitoriosa. qualquer coisa, eu estou aqui. gosto muito de ti, meu amor.

    ResponderEliminar

Posso não concordar com nenhuma das palavras que tu disseres, mas defenderei até à morte o direito de tu as dizeres.
Voltaire